Márcio Rezende

Márcio Rezende, natural do Rio de Janeiro, aos 17 anos teve seus primeiros contatos com a cultura oriental através do kung fu Shaolin, prática a que dedica parte do seu tempo até os dia de hoje, aos 46 anos, sob a orientação do campeão mundial, professor Luiz Pessanha, e sob a supervisão geral do Grão mestre Chan Kowk Wai, que representa o estilo no Brasil e na América Latina.

Com a influência da luta, interessou-se pela parte da cura, e, aos 21 anos, fez seu primeiro curso de terapia oriental, já tendo conhecimento de áreas reflexas e pontos, em função da familiaridade dos pontos vitais difundido pelas artes marciais. Com isso, desenvolveu seu conhecimento e habilidades nas artes da luta e da cura, passando a atender pessoas com problemas de saúde proporcionando-lhes excelentes resultados e recebendo reconhecimento, inclusive por mídias de grande porte como a rede Globo e revista Veja; a essa altura, já formado pelo IARJ, instituto de acupuntura do Rio de Janeiro.

Com sólido conhecimento da tradicional medicina chinesa, chamada no Brasil de medicina alternativa, ministrou cursos com duração de 1 ano e formou duas turmas, nas quais conseguiu compartilhar parte do seu conhecimento.

Fundou à Tokke, empresa  que atua no segmento de qualidade de vida para empresas, e que, ao longo de quase 12 anos de existência, já beneficiou milhares de pessoas em empresas no eixo RJ/SP com as praticas e técnicas aprendidas ao longo dos seus 25 anos de experiência.

 

Mestre Oliver Vitor

Começou a praticar Taekwondo aos três anos de idade por influência do pai, Mestre Oliveira Vitor. Tornou-se faixa preta aos 12 anos e aos 14 passou a participar de competições de nível nacional. Com 16 anos, conquistou o título do Campeonato Brasileiro 2004 na categoria até 63Kg e no ano seguinte sagrou-se bicampeão nacional. Também em 2005, subiu pela primeira vez ao pódio de uma competição internacional, o Pan-Americano de Aruba, ainda como juvenil. Caso raro na modalidade, manteve o domínio em seu primeiro ano na categoria Adulto e faturou a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro 2006. Depois de quatro anos afastado dos ringues, voltou com força total em 2011 e conquistou o Campeonato Estadual, representando o Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro em Florianópolis, de onde voltou com a medalha de bronze. Em 2012, venceu as seguintes competições: o Campeonato Brasileiro Interclubes, em Manaus, e as quatro primeiras etapas do Campeonato Estadual (em Campos dos Goytacazes, São Gonçalo e Mangaratiba, Deodoro).

Prêmios

Tricampeão Brasileiro / Medalhista Pan-Americano / Sete vezes Campeão Estadual